Que venha 2021!

Que venha 2021!

Desejamos que o ano de 2021 venha repleto de sucesso, paz e alegria. Que sonhos sejam perseguidos e realizados; que a saúde esteja sempre presente, que a harmonia e a felicidade sejam uma constante em todos os dias desse novo ano.

"Sucesso é quando você abre menos planilhas e mais champanhes"

E esses são nossos votos para o Ano Novo! Que todos possam celebrar vitórias, conquistas e, sobretudo, a felicidade.

Que venha 2021!
Visite Sinco.net

COMUNICADO: Recesso de Final de Ano

Recesso de Final de Ano

Recesso de Final de Ano
Comunicamos aos nossos usuários, clientes, fornecedores e colaboradores que estaremos em recesso entre os dias 19 de Dezembro de 2020 e 05 de Janeiro de 2021.

Retornaremos nossas atividades normais em 06 de Janeiro de 2021 (quarta-feira).

Durante o recesso é possível que ocorram atrasos às respostas de suporte, cotações online e/ou dúvidas comerciais. 
Pedidos online somente serão processados a partir de 06 de Janeiro de 2021.
Pedimos desculpas por eventuais inconvenientes e contamos com sua compreensão.

"A simplicidade é o último grau de sofisticação"
Leonardo da Vinci

Desejamos a todos um 2021 mais simples, repleto de felicidade nas coisas mais simples da vida!

Visite Sinco.net

Começa o verão: Um alerta sobre temperatura de servidores

Começa o verão: Um alerta sobre temperatura de servidores

Em 21 de dezembro começa o verão e, com ele, a estação de altas temperaturas.
Já relatamos em outras postagens que nos meses de outono e inverno nossos relatórios de chamados ao suporte evidenciam baixíssimo volume de chamados referentes a temperatura.
Ou seja, durante as estações frias são raros os usuários que abrem chamados por indicação de beeps do servidor, alertas térmicos ou avaliação do nosso atendente técnico (com base na anamnese).


Solução Térmica Intel
Então chega o verão...
É importante dividirmos essas informações com nossos usuários e alertá-los para o fato de que um servidor não pode alarmar no verão e NÃO alarmar no inverno!
Afinal, se um datacenter, CPD ou sala de servidores possuem, de fato, controle de temperatura, essa será sempre a mesma (internamente), seja outono ou inverno, seja primavera ou verão.
Não importa se os termômetros externos estão marcando 40ºC no verão ou 10ºC no inverno! A temperatura interna no datacenter deveria manter-se sempre a mesma (variando conforme a possibilidade de cada um, em geral, de +16ºC a +25ºC).

Reforçamos: Se um parque de servidores passa estável e sem alarmes durante os meses de outono e inverno, é obrigatório enfrentarem os meses de verão sob a mesma temperatura ambiente. Não importa a mudança de estação.

Datacenter

Melhorar a refrigeração do Datacenter ou CPD... A hora é agora!
Se os equipamentos apresentaram alertas térmicos durante as estações quentes e se mantiveram estáveis e controlados durante as estações mais frias, esse é um indicativo de que os sistemas de refrigeração do ambiente não foram suficientemente dimensionados para as necessidades térmicas.
Aproveitar a época de temperaturas amenas para providenciar melhorias nos sistemas de refrigeração do seu datacenter, CPD ou sala de servidores é uma ação altamente indicada.
Com temperaturas naturalmente mais baixas é bem mais simples desligar alguns sistemas para realizar melhorias, troca de aparelhos, manutenção, desobstrução, recargas, etc.

Visite Sinco.net

Instalação do Hyper-V no Windows Server 2016 via PowerShell


Instalação do Hyper-V no Windows Server 2016 via PowerShell

Para habilitar o Hyper-V em um servidor com Windows Server 2016 via linha de comando, basta abrir o PowerShell e executar o comando a seguir, substituindo “NOME_DO_SERVIDOR” pelo hostname do seu servidor:

Install-WindowsFeature -Name Hyper-V -ComputerName NOME_DO_SERVIDOR -IncludeManagementTools -Restart


Após a instalação da role Hyper-V, o Windows será reiniciado.

Para verificar se a instalação ocorreu com sucesso, após a carga do sistema operacional, basta executar a linha de comando a seguir e verificar os recursos (features) instalados no servidor:

Get-WindowsFeature -ComputerName NOME_DO_SERVIDOR

 

Instalação do Hyper-V no Windows Server 2016 via PowerShell

Essa foi mais uma dica do parceiro Paulo Santanna: Instalação do Hyper-V no Windows Server 2016 via PowerShell

Visite Sinco.net

Dica S2600STBR: As portas de Rede onboard só reconhecem 1GbE ou 10GbE. Conexões 100Mb/s não são reconhecidas!

Alertamos aos usuários das placas Intel® S2600STB (Sawtooth) e S2600STBR (Sawtooth Refresh) que as portas de rede onboard somente suportam conexões de 1GbE ou 10GbE!

Conforme o alerta técnico 38389: As portas onboard NÃO reconhecem conexões Fast Ethernet 100Mb/s e NÃO acendem os LEDs.

 
Dica S2600STBR: É necessário o segundo processador para reconhecer toda a memória do sistema

Essa informação está presente na documentação técnica da placa mãe e uma sugestão de contorno para ambientes que não trafeguem Gigabit é a inclusão de um switch (mesmo em modelo básico) entre a infraestrutura de rede e a porta do servidor/workstation.

Leitura Sugerida:
Apenas 1 processador em plataformas Bi-processadas Xeon
Como popular slots de memória em placas S2600STB/STBR (Sawtooth)

Visite Sinco.net

Intel® 4004 completa 49 anos... E a história do nome Xeon®...

Intel 4004

Lançado em 15 de novembro de 1971, o Intel® 4004 foi o primeiro microprocessador em um chip simples disponível comercialmente.
Apesar de acharmos que a tecnologia lança produtos em uma velocidade impossível de ser acompanhada pelo mercado, a linha do tempo dos processadores Intel® mostra um alinhamento com as necessidades do mercado, lançando novos produtos conforme as necessidades de software evoluíam no ecossistema "PC".

Seu sucessor, o Intel® 8088 levou 10 anos para chegar ao mercado, precisamente em 1981.
Como, à época, a convivência de duas arquiteturas era uma necessidade do mercado de tecnologia, logo em 1982, foram lançados os processadores Intel® 80286 , como legítimos processadores em arquitetura 16bits.

Foram precisos mais 3 anos para que, em 1985, a Intel® lançasse os processadores 80386, esses em arquitetura 32bits (novamente uma demanda do crescente mercado de software).
Somente após 4 anos, em 1989, foram lançados os processadores Intel® 80486.

Mais 4 anos se passam e, em março de 1993, a Intel® lança os aclamados processadores Pentium®, até hoje um nome marcante no mercado.

Segmentando uma linha de processadores para Servidores...
Em 1995 a Intel® apresenta uma linha de processadores com foco no mercado de servidores acessíveis, apresentando ao mercado a família Pentium PRO.

Intel Pentium PRO

Para nós, focados no segmento de servidores, esse foi o grande passo da Intel® no sentido de segmentar claramente para o mercado a existência de duas linhas distintas de processadores. Ao mercado de desktops, os processadores Pentium®; para o mercado de servidores, o produto indicado seria a família Pentium PRO.

Com a entrada dos processadores Pentium® II no mercado, em 1997, a designação PRO deu lugar à designação Xeon® quando, em 1998, a Intel lançou os processadores Pentium® II Xeon - mais uma vez indicando ao mercado que as famílias destinavam-se a usos diferentes, sendo o Pentium® II um processador doméstico e o Pentium® II Xeon um processador para uso em servidores.

Pentium II Xeon

Seguindo com a evolução, em 1999 a Intel® apresentou seus processadores Pentium® III e, no mesmo ano, diferencia a linha de servidores com os processadores Pentium® III Xeon.
A partir do ano 2000 a Intel® havia atingido seu objetivo de esclarecer ao mercado a diferenciação das marcas Pentium®e Xeon®e, nesse ano, lança os processadores Pentium® 4 para o segmento doméstico.

Pentium III Xeon

Em 2001, para a linha de SERVIDORES, deixa de usar a nomenclatura Pentium® (o nome natural seria Pentium® 4 Xeon®) e adota apenas a marca Xeon®para seus processadores corporativos.
Intel Xeon

Nesse momento - para nós histórico - a Intel® deixa bem clara a diferença entre as duas marcas e, como vemos hoje, as duas famílias ocupam lugares específicos nas aplicações de usuários e empresas.

Os atuais processadores Core seguem como sendo os indicados para desktops, notebooks e workstations domesticas e a marca Xeon® caminha ao lado, ocupando seu lugar em servidores e workstations profissionais.


E lá se vão 49 anos!
Xeon Platinum Gold Silver Bronze

Visite Sinco.net

Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6238R

Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6238R

Apresentamos as referências de consumo para Servidores Sawtooth de Segunda Geração baseados nos processadores Intel® Xeon® Scalable (10-Core / 12-Core / 14-Core / 28-Core com HT).

Além de servir como referência para custos de propriedade, essa informação é fundamental para que o gestor possa dimensionar adequadamente um nobreak, a própria rede elétrica, além de ser uma informação cobrada pelos principais datacenters do país. Lamentavelmente essa referência de consumo é muitas vezes omitida pelos principais fabricantes do mercado brasileiro.
 
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6238R

Servidores Sawtooth Xeon Scalable

Seguindo a metodologia adotada em ensaios anteriores (ao final dessa postagem publicamos os links para os testes de outras configurações), arbitramos uma configuração e medimos o consumo máximo alcançado pelo sistema completo - com 100% de uso de CPU e varredura total dos discos (em simultâneo ao uso de CPU).

Para medição usamos o Kill-a-Watt Powermeter P4400


Para estressar a CPU rodamos o Intel Processor Diagnostic Tools 64Bit e , em simultâneo , excitamos o uso dos discos rígidos com o CrystalDisk Mark 6.0.2.


Alertamos para o fato de que essa carga de trabalho é artificial - uma vez que seria raro um usuário demandar 100% de uso durante as 24 horas do dia - todavia, é uma referência de custo mensal com energia.
 
Servidores Sawtooth com Xeon Gold 6238R

Configuração BASE
Arbitramos como configuração base a seguinte configuração:
  • Placa Intel® S2600STBR (Sawtooth Refresh)
  • 02 Processadores Intel® Xeon® Scalable Gold 6238R (Cascade Lake)
  • 28-Core | 112-Threads (Clock nominal @ 2.20 GHz / TurboMAX 4.00 GHz)
  • 512 GB de RAM (populados através de 16 módulos de 32GB Kingston® DDR4/2666)
  • 02 (Dois) SSDs Kingston® Enterprise DC-500 de 480GB em RAID-1
  • Fonte Corsair PFC Ativo 80+ de 1.000W
  • Sistema Operacional Windows Server 2016 Standard

Simulando carga de trabalho:
Chamamos de Consumo Leve a medição obtida durante o ensaio sob navegação em páginas Web, sem qualquer aplicativo adicional rodando em segundo plano.
Chamamos de Consumo Máximo a medição obtida enquanto os processadores são estressados (uso intenso de CPU) com o auxílio do programa Intel Processor Diagnostic Tools 64Bit em simultâneo à execução do CrystalDisk Mark 6.0.2. exigindo uso dos discos rígidos.


 Consumo Leve alcançado: 98 Watts 
 Consumo Máximo alcançado: 545 Watts 



Arbitrando o uso constante pelo consumo de PICO, e atribuindo o custo de R$ 1,08 por KWH da Light (distribuidora aqui no Rio de Janeiro - valor comercial com impostos inclusos, em Outubro de 2020), teremos:


 Em regime 24/7: em 30 dias teremos R$ 423,80 
 Em regime 12/5 (dias úteis, das 08 às 20hs), em 22 dias úteis teremos R$ 155,40


Esperamos que essas informações ajudem na decisão de compra do seu servidor.
Abaixo publicamos outras medições com modelos variados:

Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6238R
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6240
Referências de Consumo para Servidores Xeon® E-2226G
Referências de Consumo para Servidores Xeon® E-2146G
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 6140
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable 4116
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® Scalable Sawtooth
Referências de Consumo para Servidores Dual Xeon® E5-2600V4 Cottonwood Pass V4
Referências de Consumo para Servidores Xeon® E3-1230V3 Rainbow Pass
Referências de Consumo para Servidores Xeon® E3-1200V2 Beartooth Pass
Referências de Consumo para Servidores Xeon® E3-1200 Sandy Bridge
Referências de Consumo para Servidores de Virtualização
Referências de Consumo para Servidores de Storage
Referências de Consumo para Servidores Xeon 7400
Referências de Consumo para Servidores Xeon 3400
Referências de Consumo para Servidores Xeon 5500
Referências de Consumo para Servidores Xeon 3300
Referências de Consumo para Servidores Xeon 5400

Listando as atualizações do Windows via PowerShell

Listando as atualizações instaladas em PCs e Servidores Windows via PowerShell
Para listar e documentar rapidamente as atualizações instaladas (seja via Windows Update ou manualmente) em servidores com Windows instalado basta executar o PowerShell como Administrador e evocar os comandos:

get-wmiobject -class win32_quickfixengineering

ou, alternativamente :

wmic qfe list

Essa foi mais uma dica do parceiro Paulo Santanna: Listando as atualizações instaladas em PCs e Servidores Windows via PowerShell

Visite Sinco.net

Dica Veeam Backup and Replication: Comandos úteis para manuseio de jobs

Veeam Backup and Replication – Comandos úteis para manuseio de jobs

Lista de comandos úteis para as principais tarefas relacionadas ao manuseio e suporte em jobs de backup criados no Veeam Backup.

Esses comandos valem para tanto para a versão 9.5 quanto para a versão 10 do VBR.

Abrir o Veeam PowerShell clicando em Menu > Console > PowerShell

Listar Jobs existentes no Veeam Backup
Get-VBRJob 

Para executar os comandos abaixo, basta copiar e substituir "NOME_DO_JOB":

Iniciar Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Start-VBRJob
 

Parar Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Stop-VBRJob
 

Desabilitar Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Disable-VBRJob
 

Habilitar Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Enable-VBRJob
 

Copiar Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Copy-VBRJob
 

Remover Job
Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Remove-VBRJob
 

Essa foi mais uma dica do parceiro Paulo Santanna: Veeam Backup and Replication – Comandos úteis para manuseio de jobs

Visite Sinco.net

Dica VMWare ESXi: Deletando snapshots via PowerCli

Dica VMWare ESXi Deletando snapshots via PowerCli

Uma dica rápida para listar snapshots de máquinas virtuais em ambientes com VMware ESXi (e posteriormente deletá-los via PowerCli.

Execute o PowerCli e com as devidas credenciais; faça a conexão ao vCenter ou ao host ESXi onde ocorrerão as operações.

Para listar os snapshots existentes, execute:
get-vm | get-snapshot | format-list
 

Para deletar todo os snapshots, execute: 

get-vm | get-snapshot | Remove-Snapshot -Confirm:$false
 

A deleção dos snapshots é interessante antes do backup ser executado! 

Essa foi mais uma dica do parceiro Paulo Santanna: VMWare ESXi – Deletando snapshots via PowerCli

Visite Sinco.net