Apoiamos o movimento #HostsBrasil

Hostsbrasil
Em 14 de setembro de 2010 um grupo formado por empresas brasileiras de hospedagem de sites desencadeou um movimento no Twitter sob a Hashtag #HostsBrasil, com o mote "Em prol da hospedagem de sites em Empresas Brasileiras".
Nas últimas semanas a maior empresa de hospedagem do país vem enfrentando sérios problemas em seus servidores de e-mail e nos serviços de mini-cloud.
Um enorme número de usuários tomou essa situação como uma possível "Crise no Mercado de Internet Brasileiro" e começou a propagar nas redes sociais a idéia de migrarem seus sites para empresas estrangeiras de hospedagem.
Esse movimento não é justificado. Não existe crise no mercado, assim como não existe incompetência por parte das empresas brasileiras!

Os problemas que afetaram milhares de usuários foram pontuais, restritos a apenas uma empresa. Os clientes que estavam hospedados nessa empresa - e apenas eles - ficaram abalados.
Há razões para temerem? Sim! Mas também é notório que se tratava de um dos serviços de hospedagem mais acessíveis do país (se não o mais) e, como disse Milton Friedman - economista americano vencedor do Prêmio Nobel de Economia em 1976 - Não existe almoço grátis.
Não há como esperar um serviço premium quando se contrata um plano de hospedagem econômico.
O grande problema é que os tropeços da maior hospedeira macularam a imagem de todas as empresas brasileiras de hospedagem; ou seja, a exceção virou a regra!
Nos Estados Unidos - terra natal do FastFood - quase a imensa maioria das empresas de hospedagem também é focada no modelo "preço baixo + grandes volumes", ou seja, migrar para uma empresa estrangeira é trocar um serviço econômico daqui por um econômico de lá!
A Sinco é uma empresa focada em servidores e, em virtude do próprio crescimento do mercado, tem nas empresas de hospedagem uma grande fatia de sua carteira.
Por essa grande participação das empresas de hospedagem em nosso faturamento, mantemos contato quase diário com grandes representantes desse segmento.
Conhecemos os proprietários/gestores da maioria dessas empresas, além de acompanharmos de perto o crescimento de cada uma delas.
Podemos atestar que o mercado brasileiro tem empresas de alto nível, com infraestrutura robusta, política de back-up comprometida, além de excelentes profissionais no desenvolvimento e implantação de novas tecnologias.
É injusto que o erro de UM prejudique a TODOS.
É por isso que apoiamos o movimento #HostsBrasil.
Hoje estão engajadas nesse movimento: Hostnet, Kinghost, Tecla, TeHospedo, Netrevenda e SpeedServ, RedeHost e Inetweb.

Abaixo reproduzimos os blogs que estão sendo mais retuitados :

"Nenhum cliente precisa buscar solução em empresas de hospedagem estrangeiras para ter qualidade. Valorize as empresas brasileiras, pois elas PODEM e CONSEGUEM."


Visite Sinco.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário